quinta-feira, 5 de abril de 2007

É isso!


Por vezes a vida prega-nos partidas, umas boas outras piores ou menos boas.. como queiram chamar-lhe. Eu tenho uma própria filosofia para viver e tento não dar qualquer importância às más partidas, canalizando-as para uma aprendizagem de vida e aprendendo com essas mesmas criando resistências para futuras más partidas que venham um dia a aparecer.

É com esse ensinamento das más partidas que ganho experiência de vida. Quando conhecemos uma pessoa queremos viver com as boas partidas que ela nos traz e com as más que nos prega, para sabermos lidar com ela e estabelecer laços mais fortes e consistêntes. Obtendo deste tipo de vivência tudo o que ela nos traz de melhor, eu e todos ao meu redor vamos crescer como pessoas.

É com pena minha que não consiga por toda a gente a pensar assim, o optimismo que eu sinto diariamente é das melhores maneiras de fazer progredir a vida e de enfrentar momentos vários, no meu ver a maior parte deles. Sou bastante idealista e tenho perfeita consciência disso, mas são esses ideais que me movem e a minha maneira de pensar até à data têm me permitido ter boas vivências.
Ass: Guerreiro

4 comentários:

Pousas disse...

Eu concordo plenamente contigo, mas nem sempre se consegue ser optimista! Quando há uma acumulação de 'coisas más' (chamemos.lhe assim) é complicado continuar optimista!
Suponho k tenha sido o meu afilhado a postar, não só pela foto mas pelo texto ;)
* Pousas

Manias e Marés disse...

É verdade Guerreiro, tens toda a razão....


Mas como o Pousas disse, por vezes nem sempre se consegue ser optimista, e é nesses dias em que é bom termos amigos com quem contar :)


Ass: Russo

Sara C. Rodrigues disse...

Ninguém disse que a vida era justa... Ninguém disse que a vida era um mar de rosas... Mas também ninguém disse que é um retrato de cores negras e frias... Haverá portanto a necessidade de alcançar o intermédio... É isso que ela é... O justo meio... Mas o que ela se pode tornar apenas derivas de nós... Da nossa forma de a percepcionar... Da nossa forma de a valorizar... De a racionalizar... E de a viver...

Tenho a dizer que me revejo nas tuas palavras... Aprender com as experiências menos boas que ela nos oferece... Retirando tudo o que de bom ela nos dá... Pois aspectos positivos é possivel retirar-se de tudo, até mesmo do que é conectado ao negativo... E é assim que "vamos crescer como pessoas"...

É esse optimismo que nunca deves perder, pois é ele que te dará força para prosseguir e te tornará grande... Tão grande e tão forte, que nada te abalará...
Continuo a sentir que é uma questão de visão, de perspectiva...
Pois "acumulação de coisas más", existirá sempre, uma vez serem muito mais fáceis de valorizar...

A questão é: A acumulação de coisas boas coexiste paralelamente e proporcionalmente... porque não dar-lhe exactamente a mesma importância e o mesmo valor?

São dois pólos inerentes... Cabe a ti decidir, cabe a ti escolher...


Continuação de um óptimo dia =)

Su disse...

Há uma coisa de que me orgulho, é a de cada vez mais escolher as pessoas que permito que entrem no meu círculo pessoal e de "excluir" as que me possam fazer mal. Foi uma aprendizagem talvez penosa, mas com a qual cresci muito e hoje considero-me uma pessoa feliz e em constante desenvolvimento e crescimento pessoal.

Como dizia o poeta: "Pedras no meu caminho? Vou juntá-las todas para um dia construir uma escada que me permita alcançar os meus sonhos." E é este o lema implícito na tua mensagem e aquele que procuro espelhar em cada passo que dou nesta minha existência.

Boa batalha :p