sábado, 24 de março de 2007


Pronto... isto de ninguém postar e depois vem tudo postar lógico.. eu vi o post da greg fiquei logo com inveja e o russo postou duas vezes seguidas... e eu... nahhh tenho de ir postar..logicamente.



Sem saber muito bem sobre que escrever mas tenho de escrever senão eles ficam com mais post's que eu... e assim nao pode ser.

Já consegui arranjar um tema.. e vou agarrar um pouco pelo post da greg. Um brilho nos olhos.. Tudo o que fazemos na vida nos deve dar prazer... eu evito fazer ao máximo coisas que não me deiam prazer, ou mesmo que essas coisas não nos deiam prazer, arranjar estratajemas para que elas nos prõporcionem o maximo de prazer e para tirar-mos proveito delas...

Tenho várias coisas que me interessam e me dão imenso prazer e às quais gosto de me dedicar tirando proveito dos meus tempos livres e tentando não fazer deles horas mortas sem qualquer tipo de rentabilização emocional, social... etc. Se não forem pequenas experiências, hobbies, passatempos... a nossa vida seria monótona e sem luz. Por esses motivos o Russo tem um brilho nos olhos.. quando faz o que gosta, aquilo que lhe dá prazer tirando um grande proveito da vida e partilhando isso com os outros. Eu por exemplo adoro ficar horas em frente à TV a ver a assembleia, ou adoro estar horas de volta do photoshop.. dando assas à minha imaginação e tratando as minnhas fotos. As paixões e criações devem ser preservadas e mantidas... a motivação ganha se através de pequenas coisas que fazemos e nos dão prazer porque se nao nos dessem prazer seríamos estáticos.. e a nossa vidsa sombria e sem brilho



não se sentem no sofá a ver os morangos com açucar façam actividades que vos deêm prazer e que vos permitam ter expressão propria e criativa.. O mundo seria um local melhor..



Guerreiro


1 comentário:

Sara Rodrigues disse...

Tal e qual...

O segredo da felicidade está inclusivé, na realização de actividades, cujas fazem farte do nosso leque de paixões...
Contudo há outros factores a termos em conta, nomeadamente aquilo que foi referido no texto... Adaptar e utilizar estrageias, para todo o tipo de actividade que tenhamos que realizar seja efectuada com prazer e alegria... Pondo de parte o perfeccionismo ao extremo que corrói todo o tipo de escadas que se contruam para alcançar a tão ambiocionada "Hapiness" =)