segunda-feira, 28 de julho de 2008

Cartas para Alguém


Tenho saudades tuas.
De te poder abraçar sem te largar, apertar-te contra mim com força, como quem agarra a própria beleza do Mundo no seu colo, como quem segura a chave para a felicidade.
Sinto falta de te beijar, quando nos voltamos a ver? Nunca é demais ver-te, nunca é demais querer-te.
Agarra-me e não me deixes cair, não me atires de volta à realidade.
Partilha as tuas fraquezas e tristezas comigo, inunda-me com o teu sorriso e as tuas alegrias, conta-me a tua vida e tudo aquilo que és, de trás para a frente, vezes e vezes sem conta.
Já te disse que adoro o teu jeito?
Perco-me quando passas as mãos na minha face, quando me beijas, beijas-me sem eu te pedir, isso é fantástico sabias? Eu sei que sim, para ti é normal, para mim é uma dádiva.
Tu olhas-me nos olhos, e agarras-me sem medo, eu sinto que me queres, é tão bom, tão novo...promete-me que nunca vai acabar.
Eu dou-me a ti, como sou, não preciso de mudar nada, e tu aceitas-me e dás-te, fazes-me sentir completo, tu, tu, tu...
Também amas o Mar, e mostras-me outros mundos que eu não conhecia, adoro tudo o que há em ti, adoro que nunca te canses de amar e que me peças sempre, que me queiras sempre, que precises de mim! Eu preciso de ti...
Do teu toque, do teu cheiro, do teu sorriso, desse charme que a cada passo me deslumbra...
Eu preciso de ti, porque eu Amo-te e quero Amar-te ainda mais, quero partilhar a minha vida contigo...promete-me que te vou ver em breve, este fogo arde sem se ver, e começa a queimar-me de saudades...



Por onde andas?
Quem és? Já te vi?
Não te demores muito mais...a Vida vai passando gota a gota, corte a corte...eu vou seguindo com as forças que tenho, mas dói...



Russo

1 comentário:

Vanessa disse...

Muito bonito, amigo. E para além de estas palavras terem beleza, também tem a intensidade própria de quem ama e quer ser amado. Sabes que me identifico? Claro que sabes... São palavras de quem não quer que o amor acabe, porque ainda tem muito para revelar, para dar e receber...
Desejo que esta carta, não seja apenas um pedaço de papel; que seja também uma realidade que possas sentir, viver, partilhar...
A felicidade vai bater-te à porta, é algo em que deves acreditar e lembra-te, que no meio de tantos pontos de interrogação e palavras soltas, a melhor página do livro está guardada para aqueles que querem amar. Está também guardada para nós...eternos poetas, talvez não das palavras, mas da vida...